Representantes da República ganham poderes nas regiões autónomas com o estado de emergência

Entidades institucionais mal-amadas no Funchal e em Ponta Delgada ganham funções executivas, no contexto do estado de emergência.

Irineu Barreto (Madeira) e Pedro catarino (Açores) tomaram posse em Março de 2016
Foto
Irineu Barreto (Madeira) e Pedro catarino (Açores) tomaram posse em Março de 2016 António Cotrim/Lusa

Vivêssemos nós dias normais e a decisão de sexta-feira do Presidente da República, de enviar um Falcon da Força Aérea Portuguesa aos Açores e à Madeira, para levar os representantes da República das duas regiões autónomas para uma reunião de urgência em Lisboa, teria provocado um pequeno alvoroço em Ponta Delgada e no Funchal.