David Hockney saúda a Primavera com um ramo de junquilhos

O grande pintor britânico, 82 anos, enviou uma mensagem de cor e de esperança para o mundo.

Foto
David Hockney

Vivemos tempos sombrios, de ansiedade e incerteza, e pouca gente se lembrará de que na madrugada desta sexta-feira começou a Primavera – as nuvens e a chuva miudinha também não ajudam…

Mas este não foi o caso de David Hockney, o grande pintor britânico, 82 anos, que da sua casa na Normandia enviou uma mensagem de cor e de esperança para o mundo através do jornal The Art Newspaper: um ramo de junquilhos, pintado no seu iPad, a que deu o sugestivo título Do remember they can’t cancel the spring (“Lembrem-se que não se pode cancelar a Primavera”).

De um prado verde, e sob um céu azul de optimismo, quatro junquilhos amarelos florescem indiferentes ao coronavírus e à pandemia. É um gesto de esperança deste que é um dos grandes mestres da pintura contemporânea.