Torne-se perito

Sérgio Conceição lembra que nada está ganho

Treinador do FC Porto aproveita para desejar, aos árbitros, melhor sorte do que na época passada.

Foto
LUSA/EDUARDO COSTA

O FC Porto parte na liderança para a 24.ª jornada da I Liga, mas o treinador Sérgio Conceição garante que nada está ganho e deseja “boa sorte a todos os intervenientes” directos, com uma mensagem específica para a arbitragem.

“A cara é sempre a mesma. De quem quer trabalhar no limite para conseguir os melhores resultados. Nada estava perdido quando tínhamos alguns pontos de desvantagem e nada está ganho agora. Há muitos pontos em disputa, vai ser um caminho difícil”, referiu o treinador.

Na conferência de imprensa de antevisão do jogo com o Rio Ave, este sábado (20h30), Conceição espera “mais um teste difícil, como todos”. “O Rio Ave tem feito um trajecto acima da média, como nos últimos anos, de resto”, sublinhou, com uma referência a Carlos Carvalhal, “um dos mais experientes e bons treinadores da nossa praça”.

Para a recta final, Sérgio Conceição desejou ainda “boa sorte a todos os intervenientes”, em especial aos árbitros, recordando o final da última temporada. “Não é uma questão de ter receio que factores externos possam interferir. Aproveito para desejar uma sorte diferente aos árbitros e aos intervenientes directos no jogo de futebol, da que tiveram no final do último campeonato. Não estou a dizer uma coisa nova e não estou aqui a tentar vender a banha da cobra. Estou a falar de factos”, sublinhou, destacando as últimas 10/12 jornadas da época passada em termos de prestação dos árbitros: “Não foi a melhor. Não estiveram tão bem”.

Para Sérgio Conceição, esse “foi um período decisivo”, em que os “dragões” tiveram nove vitórias e um empate, foram “muito regulares”, mas mesmo assim não ganharam o campeonato. “Não estou a tentar criar pressão. Um jogo de futebol tem sempre pressão. Para quem joga e para quem está a arbitrar”, completou.

Sugerir correcção