Análise

Fora-de-jogo posicional, tackle deslizante e pontapé de penálti

Do jogo entre o Gil Vicente e o Benfica, destaque para dois lances muito interessantes no que diz respeito à avaliação do fora-de-jogo: um em que os “encarnados” obtiveram o golo que lhes deu a vitória, o outro num golo que lhes foi anulado. Para mim, em ambas as situações, as decisões tomadas, quer de validar, quer de anular, foram correctas e assertivas, mas vamos então analisar estes dois momentos.