40 anos de Fantasporto: um festival que vive e sobrevive

O Festival Internacional de Cinema do Porto arranca esta terça-feira para a sua 40.ª edição. Em 13 dias e 77 sessões apresentam-se “as grandes produções feitas em 37 países”.

Foto
"Adverse", de Brian A. Metcalf DR

Tudo começou numa conversa de café entre amigos. O sonho de Beatriz Pacheco Pereira, Mário Dorminsky e José Manuel Pereira, nascido num tempo em que o cinema fantástico não tinha o impacto que tem hoje, cresceu e ganhou forma. Ao longo das décadas, passou por muitas fases, sofreu mutações e expansões, mudou de nome, subiu e desceu pelos carris de uma montanha-russa de sucessos e dificuldades.