Advogados quase não reportam suspeitas de “lavagem” de dinheiro

Obrigação legal existe há vários anos no âmbito do combate ao branqueamento de capitais, mas, nos últimos três anos, houve apenas “quatro ou cinco participações” feitas pelos mais de 30 mil advogados existentes.

Foto
FERNANDO VELUDO / PUBLICO

Apesar de os advogados estarem há vários anos obrigados por lei a reportarem operações suspeitas de lavagem de dinheiro, praticamente não existem participações feitas por estes profissionais da Justiça no âmbito do combate ao branqueamento de capitais. Isso mesmo confirmaram ao PÚBLICO o actual e o anterior bastonários dos advogados.