Reportagem

As minhocas na Mouraria fazem do lixo um aliado dos jardins

A Mouraria já tem a sua rede de compostagem comunitária, aberta a quem quiser devolver à terra aquilo que ela dá. O desabrochar deste projecto, e as intempéries por que passou, estão agora no documentário Mouraria Composta, produzido pelos Bagabaga Studios.

A história arranca com o barulho intenso das rodas dos caixotes do lixo a rolarem sobre a calçada. Assim acontece quase todas as madrugadas quando os funcionários da câmara se encarregam de fazer desaparecer o lixo que pusemos, sem pensar muito, num saco na noite anterior. Em Lisboa, “mais de 600 toneladas de lixo comum são recolhidas diariamente” e “40% deste lixo é biodegradável e segue para incineração”. E se pudéssemos dar outro destino aos resíduos orgânicos que fazemos lá por casa e, de alguma forma, devolvê-los à Natureza, em vez de os confinar nos grandes sacos de plástico que deixamos à entrada do prédio e que esperamos que já lá não estejam quando acordamos?