Mina de lítio em Montalegre vai reciclar baterias e produzir hidrogénio

Estudo de Impacte Ambiental entregue pela Lusorecursos propõe exploração mista — a céu aberto e subterrânea — garantindo que não irá produzir efluentes e prometendo ser auto-suficiente em termos energéticos .

Foto
Adriano Miranda

Já se sabia que o complexo industrial que a Lusorecursos se propõe a construir em Montalegre passaria não apenas pela extracção de minério, mas também pela fábrica de hidróxido de lítio e ainda por uma outra de painéis cerâmicos para valorizar os inertes movimentados. Agora, de acordo com o Estudo de Impacto Ambiental (EIA) da mina, a empresa liderada pelo bracarense Ricardo Pinheiro propõe-se instalar em Montalegre três novas unidades: uma para reciclar baterias usadas, uma Central de Biomassa e uma Central de Hidrogénio Verde.