Os “novos” brasileiros: de exilados políticos a profissionais qualificados

Exilados políticos, activistas políticos e de direitos humanos, estudantes, profissionais qualificados que não encontram trabalho na sua área chegam a Portugal. Um activista, uma estudante de Direito e uma trabalhadora em recursos humanos contam a sua história.

Mayagara Goerg é licenciada em Direito
Fotogaleria
Mayagara Goerg é licenciada em Direito DR
Mab Marques é mestranda em Psicologia Social e das Organizações
Fotogaleria
Mab Marques é mestranda em Psicologia Social e das Organizações DR
Fotogaleria
Paulo Illis foi responsável pelas políticas migratórias de Fernando Haddad, na prefeitura de São Paulo DR

Há “novos” perfis de imigrantes brasileiros que chegam a Portugal, notam os analistas e quem trabalha no terreno. Alguns começaram a aparecer agora, outros antes de 2010. Exilados políticos, activistas políticos e de direitos humanos, estudantes, profissionais qualificados que não encontram trabalho na sua área e têm dificuldade com o reconhecimento do seu diploma mas também que a entidade empregadora reconheça o seu percurso profissional, analisa a presidente da Casa do Brasil, Cyntia de Paula. Em 2019, o número de brasileiros subiu 43% em relação ao ano anterior: são já quase 151 mil, o maior de sempre.