Jogos Olímpicos vão ter VAR no ténis de mesa

O sistema desenvolvido vai combinar uma tecnologia de acompanhamento da bola, similar à do ténis, e repetições em câmara lenta, como no futebol.

Luso-chinesa Fu Yu estará na competição, em 2020
Foto
Luso-chinesa Fu Yu estará na competição, em 2020 LUSA/SERGEY DOLZHENKO

O sistema de videoárbitro (VAR) vai ser introduzido no ténis de mesa durante os Jogos Olímpicos de Tóquio2020, revelou, nesta terça-feira, a Federação Internacional de Ténis de Mesa [ITTF].

“Sentimos que era importante implementar uma nova tecnologia que garanta uma competição justa a todos os atletas, dando-lhes a possibilidade de desafiar qualquer decisão feita pela equipa de arbitragem”, realçou Steve Dainton, líder da ITTF, em comunicado.

O sistema desenvolvido vai combinar uma tecnologia de acompanhamento da bola, similar à do ténis, e repetições em câmara lenta, como no futebol, de forma a avaliar se uma bola bateu na rede ou na ponta da mesa, se atingiu o corpo de um jogador, ou se um serviço foi legal.

Em dezembro, o uso do VAR foi testado nas finais do circuito mundial em Zhengzhou, na China, país de onde é originária a empresa que desenvolveu este sistema específico, a RigourTech.

“Recebemos um feedback muito positivo dos jogadores e antecipamos uma melhoria no que toca à experiência do público”, assinalou Steve Dainton

Sugerir correcção