Entrevista com Henrique Joaquim

“Nunca encontrei ninguém na rua que conscientemente me dissesse: ‘Deixe-me em paz. Esta é a minha casa. Eu quero viver aqui’”

O primeiro gestor da Estratégia Nacional de Integração dos Sem-abrigo, Henrique Joaquim, está confiante na meta traçada para 2023 e promete agilizar as respostas por parte do Estado. E deixa vários avisos à sociedade civil

Preto M
Foto
Nuno Ferreira Santos

Foi durante oito anos responsável pela Comunidade Vida e Paz e é a partir de hoje o primeiro gestor da Estratégia Nacional para a Integração das Pessoas em Situação de Sem-abrigo. “Se não for totalmente erradicado o fenómeno até 2023, não será por falta de condições”, garante Henrique Joaquim.