Fotogaleria
Paulo Pimenta
Fotogaleria
Paulo Pimenta
Reportagem

Há 40 anos, um terramoto pôs a UNESCO a olhar para Angra do Heroísmo

A 1 de Janeiro de 1980, às 15h42, a terra tremeu nos Açores. A maior cidade da ilha Terceira “ficou em cacos”. Três anos depois, a UNESCO reconheceu o exemplar trabalho de reconstrução e inscreveu o centro histórico de Angra na sua lista de Património Mundial. Esta é a primeira de uma série de reportagens pelos lugares de Portugal que a UNESCO tornou do mundo.

Era 1 de Janeiro de 1980 e “estava uma tarde de Verão”.