Universidade Politécnica de Hong Kong
Reportagem

De onde vem a raiva que saiu às ruas em Hong Kong?

Os protestos pró-democracia que começaram há seis meses transformaram Hong Kong num cenário de caos, onde, por entre o fumo do gás lacrimogéneo, se vislumbram polícias que parecem saídos de um filme futurista a combater estudantes, que defendem um modo de vida em liberdade. Hoje há eleições no território.

“Somos água, sabe?”. Tammy Ho é pequena, magra, delicada, um corpo miúdo, que quase não ocupa espaço, mas emite uma intensidade nervosa. “Being water” é a expressão que os manifestantes pró-democracia de Hong Kong encontraram para descrever aquela que tem sido a sua estratégia de resistência a Pequim, numa luta que dura há já seis meses e ameaça paralisar o território.