Mike Blake/Reuters

Os telemóveis estão a durar cada vez mais

As marcas lançam uma mão-cheia de novos modelos todos os anos. Mas o tempo que cada aparelho fica nas mãos dos consumidores está a aumentar. Em média, um smartphone dura 28 meses antes de ser trocado.

Em Setembro, após a Apple ter apresentado o novo iPhone 11, começaram a aumentar as pesquisas no Google pela expressão “slow iPhone" (iPhone lento). Não foi a primeira vez. Nas redes sociais e fóruns, circulam teorias a defender que os telemóveis são um exemplo de obsolescência programada – um fenómeno em que as actualizações dos fabricantes, sejam a Apple ou outras marcas, tornam os modelos antigos propositadamente mais lentos, impelindo os consumidores a comprarem novos aparelhos.