A arte contemporânea tem nova morada num palacete do Porto oriental

A Casa São Roque, construção com origem no século XVIII que tem a mão do arquitecto Marques da Silva e agora também de João Mendes Ribeiro, reabre, restaurada, com uma exposição de Ana Jotta. O banqueiro e coleccionador Pedro Álvares Ribeiro aposta numa programação de nível internacional.

Fotogaleria
O interior da Casa São Roque após o restauro Anna Costa
Fotogaleria
A fachada amarelo-torrada do Palacete Ramos Pinto Anna Costa
Fotogaleria
Obras de Ana Jotta na exposição inaugural da Casa São Roque, Inventória Anna Costa
Fotogaleria
O jardim com mirante Anna Costa
Fotogaleria
O jardim de Inverno Anna Costa
Fotogaleria
Pedro Álvares Ribeiro, o coleccionador e banqueiro por trás do novo centro de artes Casa de São Roque Anna Costa
Fotogaleria
Pormenor da casa de banho Anna Costa
Fotogaleria
Interior da Casa São Roque Anna Costa
Fotogaleria
O lagar do edifício original Anna Costa
Fotogaleria
O labirinto do Parque São Roque Anna Costa

Durante muitos anos, o palacete amarelo-torrado que se avista da Rua de São Roque da Lameira, na zona oriental do Porto, impressionou pelo seu estado de abandono, mas também pelo modo como evocava o passado de opulência de uma família da burguesia comercial da cidade.