Ana Cabecinha foi nona em prova de domínio chinês

Três medalhas para a China nos 20km marcha dos Mundias de atletismo de Doha. Portuguesa chegou ao “top 10” pela quinta vez.

Fotogaleria
Reuters/AHMED JADALLAH
Fotogaleria
Reuters/KAI PFAFFENBACH

Ana Cabecinha voltou a fazer uma posição de “top 10” nos 20km marcha dos Mundiais de atletismo. Neste domingo, em Doha, a atleta portuguesa foi nona numa prova totalmente dominada pelas marchadoras chinesas (que preencheram os três lugares do pódio) terminando com a marca de 1h36m31s. Foi a quinta vez que Cabecinha alcançou uma classificação entre as dez primeiras, sendo esta, no entanto, a sua pior posição em todas as suas participações - chegou a ser quarta em Pequim 2015.

A prova mais curta da marcha feminina acabou por ser um assunto chinês, com a medalha de ouro a cair, mais uma vez, para Liu Hong, que se sagrou campeã pela terceira vez, depois dos títulos em 2011 e 2015 - também foi vice-campeã em 2009 e 2013. Recordista mundial da distância, Hong terminou a prova com 1h32m53s, seguida das suas compatriotas Qieyang Shenjie (1h33m10s) e Yang Liujing (1h33m17s).

A brasileira Erica de Sena ainda pareceu dar alguma luta às chinesas, mas não aguentou o ritmo nos últimos quilómetros e terminou em quarto, enquanto a espanhola Maria Pérez foi a melhor europeia, terminando em oitavo.