Matthew Chattle / Barcroft Media / Barcroft Media via Getty Images
Entrevista

Paul Mason: “Fechem os olhos.
Pensem no pós-capitalismo. O que vêem?”

É uma reflexão tão impiedosa quanto esperançosa o novo livro de Paul Mason: Um Futuro Livre e Radioso – Uma defesa apaixonada da humanidade. É uma obra sobre o nosso tempo, quando o medo e ressentimento são usados para manter hierarquias e a desumanização transforma os cidadãos em clientes. Conversa marcada num café italiano, no Soho londrino. “Estou farto de lugares onde somos tratados como máquinas por pessoas que parecem máquinas”, diz Mason, 59 anos, uma das vozes mais críticas do neoliberalismo.

Marcou encontro para um pequeno café italiano, no Soho, coração de Londres, e fez questão de o justificar. “Estou farto de lugares onde somos tratados como máquinas por pessoas que parecem máquinas. Este, ao menos, é um sítio humanizado, onde pessoas comunicam como pessoas.”