“Em Portugal, ainda não se desistiu de ter filhos”

Há precisamente 25 anos tinha início, na capital do Egipto, a Conferência das Nações Unidas sobre População e Desenvolvimento, a Conferência do Cairo. O que mudou em Portugal em matéria de saúde sexual e reprodutiva?

Foto
PAULO PIMENTA / PUBLICO

“Positivo e sustentável”: é assim que, nas palavras de Mónica Ferro, se resume o percurso português no aniversário dos 25 anos da Conferência Internacional sobre População e Desenvolvimento (CIPD) da ONU, que ficaria conhecida como “Conferência do Cairo”. A directora do Fundo das Nações Unidas para a População (FNUAP) em Genebra recorda que, em termos globais, Portugal já era bom aluno em matéria do acesso à saúde sexual e reprodutiva. “Partimos com uma base estável”, diz Mónica Ferro.