Torne-se perito

Quintana aparece nos Alpes mas Alaphilippe segue líder

Colombiano da Movistar não constituía ameaça e aproveitou a liberdade para atacar e passar os companheiros Mikel Landa e Alejandro Valverde na geral. Egan Bernal escapou no fim e assumiu segundo lugar.

Foto
A etapa desta quinta-feira do Tour LUSA/GUILLAUME HORCAJUELO

O colombiano Nairo Quintana (Movistar) venceu esta quinta-feira a 18.ª etapa da 106.ª edição da Volta a França, disputada entre Embrun e Valloire, a única do Tour com duas contagens de categoria especial (Izoard e Galibier) e três acima dos 2000 metros (Vars). Quintana percorreu os 208 quilómetros ​em 5h34m15s (menos 5m18s que o líder), ascendendo ao sétimo lugar da geral, a 3m54s de Julian Alaphilippe (Deceuninck-QuickStep), que somou mais um dia na liderança da prova e passa a ter Egan Bernal (Ineos) como perseguidor mais próximo, a 1m30s.

Nairo Quintana (Movistar), 12.º à partida para a primeira de três tiradas nos Alpes, a 9m30s do líder, teve permissão para entrar na fuga do dia, acabando por ditar leis no grupo, apenas com Romain Bardet (AG2R) a dividir o protagonismo, mesmo estando a 27m33s de Alaphilippe.

O pelotão geriu a diferença para os 34 corredores que abordaram o col de Vars com cerca de seis minutos de vantagem. Tim Wellens (Lotto Soudal), líder virtual do prémio da montanha, venceu a primeira contagem, superando Bardet, com Quintana em quarto, depois de Alexey​Lutsenko (Astana). Mas no final, Bardet surgiria mais forte a reclamar o segundo lugar na etapa e a camisola dos trepadores, somando mais 12 pontos do que Wellens.

Por seu lado, Quintana esperou pelo momento certo, facto aproveitado por Damiano Caruso (BMC) para sprintar no Izoard, batendo Bardet. Caruso ainda tentou escapar ao grupo de nove ciclistas, mas seria Quintana a impor-se a 7,5 quilómetros do col do Galibier.

Na discussão pela liderança, apenas Egan Bernal arriscou, destacando-se do grupo do camisola amarela para ganhar tempo aos primeiros e reclamar a vice-liderança, com cinco segundos sobre o companheiros da Ineos Geraint Thomas.

Esta sexta-feira disputa-se a 19.ª etapa, 126,5 quilómetros entre Saint-Jean-de-Maurienne e Tignes, com a meta a coincidir com uma contagem de primeira categoria, depois de os ciclistas terem tocado o ponto mais alto do Tour, no Col de Iseran, 2770 metros acima do nível do mar.