Será que Tóquio tem mãos para os Jogos Olímpicos?

A um ano da cerimónia de abertura, está quase tudo pronto e a procura de bilhetes promete ser a maior de sempre, mas todo o processo tem tido inesperados contratempos.

,Surf nos Jogos Olímpicos de Verão de 2020
Fotogaleria
Os cinco anéis olímpicos junto ao Novo Estádio Nacional de Tóquio,Os cinco anéis olímpicos junto ao Novo Estádio Nacional de Tóquio REUTERS/Issei Kato,REUTERS/Issei Kato
Jogos Olímpicos de Verão de 2020
Fotogaleria
A mascote de Tóquio 2020, aqui em versão robot, chama-se Miraitowa REUTERS/Issei Kato

Um par de mãos seguras. Foi como Jacques Rogge comentou, em 2013, a eleição de Tóquio como a sede dos Jogos da XXXII Olimpíada. Para o então presidente do Comité Olímpico Internacional, a capital japonesa era uma escolha sem risco e que não iria dar problemas. Não foi bem isso que aconteceu. Desde então, escândalos de corrupção, um orçamento muito superior ao previsto e uma factura pesada para os contribuintes japoneses, mudança de arquitecto no Estádio Olímpico e até acusações de plágio no logotipo, foram alguns dos contratempos que têm atingido os segundos Jogos que a capital do Japão vai receber. E, no entanto, a exactamente um ano do início, tudo aponta para que Tóquio 2020 seja um sucesso.