Costa da Caparica vai ter praias fechadas em Agosto

Operação de reposição de areias não podia ser feita noutra altura do ano, alega presidente da junta de freguesia. Concessionários contestam.

Foto
Unsplash

As praias da Costa da Caparica vão fechar à vez cinco dias durante o mês de Agosto, avança o Diário de Notícias, devido à necessidade de repor os níveis de areia. Uma operação que chegou a estar anunciada para Maio, mas que ainda não começou por falta de visto do Tribunal de Contas – que, de resto, ainda não chegou.

Segundo a Junta de Freguesia da Caparica, a reposição só podia ser feita nesta altura do ano, já que o bombeamento de areia para terra exige uma ondulação abaixo dos dois metros. Em causa estão ainda as marés – a distância entre a baixa-mar e a praia-mar.

Está previsto que comecem por fechar a banhos as praias da Saúde e Nova, seguindo-se-lhes o areal do Tarquínio-Paraíso, entre 19 e 24 de Agosto.

Orçamentada em 6,3 milhões de euros, parte dos quais suportados por fundos comunitários, a operação está a ser contestada pela Associação Apoios de Praia Frente Urbana da Costa da Caparica, que se insurge contra este calendário.

“Foi escolhida uma altura péssima. No nosso caso, temos de tirar tudo da praia do Tarquínio-Paraíso a 18 de Agosto. O que fazemos? Não pagamos às pessoas essa semana? Não podiam fazer noutra altura?”, interroga o proprietário do bar Paraíso, Acácio Bernardo, que está também à frente desta associação, citado pelo Diário de Notícias.

Eleito pelo PS, o presidente da Junta de Freguesia da Costa da Caparica, o socialista José Ricardo Martins, diz que como o visto do tribunal não chegou ainda não está fechado o calendário da intervenção, que vai transportar um milhão de metros cúbicos de areia do canal Sul, na entrada do estuário do Tejo, para as praias, de acordo com as necessidades de cada uma.