Boom Festival
Foto
Boom Festival

O Boom Festival foi a São Tomé e Príncipe recolher e reciclar plástico

No âmbito do projecto Boom Karuna Project, o festival doou a uma organização não-governamental de São Tomé e Príncipe tecnologia desenvolvida pela Precious Plastic.

O Boom Festival doou à Missão Dimix, uma organização não-governamental (ONG) de São Tomé e Príncipe, tecnologia para transformar plástico em novos produtos, no âmbito do seu projecto social Boom Karuna Project.

Em comunicado, o Boom Festival explica que foi em São Tomé e Príncipe, país da África lusófona com ligação histórica a Portugal, que o seu projecto de responsabilidade social, Boom Karuna Project (que significa compaixão), desenvolveu a primeira iniciativa internacional, com foco na sensibilização sobre o plástico nos oceanos e as soluções para a reciclagem deste material.

“O projecto consistiu na doação de uma tecnologia, desenvolvida pela Precious Plastic, que permite a transformação do plástico em novos objectos. Várias acções educativas e actividades sobre poluição ambiental, incluindo recolha de plástico na praia, foram orientadas pelo Zero Waste Lab Portugal, junto de vários grupos”, lê-se no comunicado.

Este tipo de tecnologia já foi utilizado no Boom Festival 2018, no qual a instalação Plastic0circular permitiu transformar plástico em novos objectos através da tecnologia de impressão 3D. A organização do Boom Festival realça o envolvimento com a comunidade local, como uma das componentes principais do projecto, tanto na questão educativa como na aprendizagem do funcionamento da máquina de transformação de plástico.

“Além de 80 quilos de plástico recolhidos na praia, foram entregues mais cinco sacos de plástico extra pela comunidade e três sacos pelos jovens da comunidade Diogo Vaz, para a utilização nas actividades. Alguns grupos de crianças abordaram directamente a equipa para aprenderem mais sobre o tema do plástico e vários técnicos locais receberam formação para que a tecnologia possa continuar a ser utilizada no futuro.”

A iniciativa do Boom Karuna Project em São Tomé e Príncipe envolveu os distritos de Água Grande (capital), Caué, no sul do país, Lemba, no norte, e Pagué, na Ilha de Príncipe. O envolvimento com a comunidade local foi uma das componentes principais do projecto, tanto na questão educativa, como na aprendizagem do funcionamento da máquina de transformação de plástico. Além de 80 quilos de plástico recolhidos na praia, foram entregues mais cinco sacos de plástico extra pela comunidade e três sacos pelos jovens da comunidade Diogo Vaz, para a utilização nas actividades.

A iniciativa do Boom Karuna Project, que decorreu este mês, em São Tomé e Príncipe, envolveu os distritos de Água Grande (capital), Caué, no sul do país, Lemba, no norte, e Pagué, na Ilha de Príncipe. “Esta acção, de grande importância para a organização, significa que o Boom Karuna Project”, que nasceu após a edição de 2014, se está a expandir e a ter impacto em outras partes do mundo”, conclui. Contudo, a organização do Boom Festival sublinha que este projecto, realizado em São Tomé e príncipe, não será o único a ser apoiado em 2019. O Boom Festival, que já tem mais de 20 anos, volta a Idanha-a-Nova para a edição de 2020, entre os dias 28 de Julho e 4 de Agosto, sob o tema Antropoceno.