Joaquim Jorge põe fim ao Clube dos Pensadores

Espaço de debate político durou 14 anos e realizou cerca de 130 encontros.

Joaquim Jorge
Foto
Joaquim Jorge Fernando Veludo

O Clube dos Pensadores (CdP) acabou. Depois de 14 anos a organizar debates com políticos de todos os quadrantes, Joaquim Jorge, o fundador do espaço, entende que “já não se justifica a sua existência”, numa altura em que “há debates para todos os gostos e feitios”. “Quando se iniciou, em 2006, havia uma enorme sede de participação dos cidadãos”, diz Joaquim Jorge num comunicado.

“O CdP procurou cumprir ao que se propôs: reivindicar o valor da conversação, do debate de ideias e da diversidade de opinião na presença das pessoas, sendo um espaço aberto e de reflexão como essência da democracia”, diz o fundador do clube. 

Para trás ficam cerca de 130 debates, na maior parte com personalidades da política portuguesa, em que Joaquim Jorge diz que “lutou contra o desinteresse na política, pela aproximação entre os cidadãos e a política, procurando fazer ver que as pessoas queriam uma relação diferente com a política e os políticos”.

“Tudo na vida tem um princípio e um fim. O Clube dos Pensadores foi um projecto de cidadania que agora chega ao seu final”, acrescenta Joaquim Jorge, que criou uma plataforma de candidatura independente à Câmara Municipal Matosinhos em 2021.

Sugerir correcção