Almodóvar e Banderas com dores e glória em Cannes

Um realizador em encontro introspectivo com os seus fantasmas escolheu um actor a precisar de reavaliar a sua carreira. Antonio Banderas é Pedro Almodóvar em Dor y Gloria. Momento pudico e encantatório na competição de Cannes.

Fotogaleria
Antonio Banderas, Penélope Cruz e Pedro Almodóvar em Cannes SEBASTIEN NOGIER/ EPA
,Dor e Glória
Fotogaleria
Antonio Banderas é um cineasta, chamado Salvador, mas no fundo é Pedro Almodóvar Manolo Pavón

Na manhã depois da gala gloriosa, o que incomoda a chuva a Pedro Almodóvar e uma dor nas costas a Antonio Banderas? Brincadeira de realizador e de actor, eis o dia seguinte à recepção de Dolor y Gloria na competição do Festival de Cannes, que se prolonga nas críticas de jornais e revistas e no encontro com jornalistas que os carregam ao colo. Há possibilidade de algum tempo mais com os pés acima do chão, então. Podem estes dias, sim. Antes de os pés terem de ser colocados firmemente no solo – Pedro Almodóvardixit”, é esse o seu lema, a maneira de lidar com o sucesso.