Daniel Rodrigues e Sofia Sá conservam comando

Na prova masculina “Dani” aumentou vantagem sobre a concorrência mas na feminina Sofia Sá viu Leonor Medeiros ficar perto

Sofia Sá © Filipe Guerra/GolfTattoo/FPG
Foto
Sofia Sá © Filipe Guerra/GolfTattoo/FPG

Daniel Rodrigues e Sofia Sá, com voltas de 67 e 73 pancadas, respectivamente, mantiveram hoje o comando do Campeonato Nacional Absoluto – Audi, após a segunda volta no campo de Par 72 do Montado Hotel & Golf Resort, em Palmela.

Mas se o atleta do CG Miramar, graças à sua excelente exibição, aumentou a vantagem sobre a concorrência – agora encabeçada somente por Pedro Silva, também de Miramar – de uma para cinco pancadas, já a representante da Quinta do Peru viu a sua companheira de clube Leonor Medeiros posicionar-se à distância mínima.  

Pedro Silva repetiu as 71 (-1) do primeiro dia e foi único do trio de vice-líderes da véspera que segurou o segundo lugar.

“Dani” marcou ‘sete birdies’ (três deles consecutivos logo a abrir) e dois ‘bogeys’ rumo àquela que foi até ao momento a única volta do torneio nas 60, a igualar a sua melhor marca no Montado, onde em Fevereiro venceu de forma sensacional o Internacional Amador de Portugal.

“Comecei muito confiante, sabia que tinha de começar bem para fazer uma volta bastante abaixo do Par, e assim foi. Depois os dois ‘bogeys’ que fiz foi um bocado por erros estúpidos, ‘shots’ muito curtos a fazer ‘bogey’. Mas depois tentei acabar bem como ontem e consegui fazer mais três ‘birdies’. Para amanhã, a pressão é a mesma, mas sempre tenho um bocadinho mais de margem, o que é mais confortável”, disse o líder da prova masculina.

Daniel Rodrigues soma 137 (70-67), 7 abaixo do Par, e Pedro Silva 142 (71-71), -2. São os únicos com um total agregado abaixo do Par.

Depois segue-se um quarteto no 3.º lugar, com 146 pancadas, composto por João Maria Pontes (72-74), de Miramar; Victor de Jesus (71-75), da Quinta do Peru; Gonçalo Costa (73-73), de Belas; e Alberto Costa Marques (75-71), de Miramar.

Com apenas 14 anos, Alberto fez hoje a segunda melhor volta do dia, a par de Pedro Silva. Sensacional.

SOFIA SÁ E LEONOR MEDEIROS PROMETEM DUELO PARA O FIM-DE-SEMANA

Na prova feminina, entre 15 concorrentes, Leonor Medeiros registou hoje o melhor resultado da prova até ao momento. Com 71 pancadas, 1 abaixo do Par 72, reduziu de três para uma a desvantagem para a líder Sofia Sá, do mesmo clube, que hoje marcou 73, para um total de 145 (+1).

“Cometi alguns erros desnecessários, o que fez com que o meu resultado não fosse tão bom. O meu jogo está bom e sei que consigo melhor”, afirmou Sofia Sá, depois uma segunda volta em que repetiu o triplo ‘bogey’ 7 da véspera no 11.

“O buraco 11 tem sido uma dor de cabeça porque falho sempre o 'tee shot' para o lado esquerdo e a partir daí tento fazer o par e enterro-me sempre mais... Vai ter de ser jogado de outra maneira”, comentou, a propósito.

Leonor Medeiros também considera que o seu resultado “foi escasso face ao que joguei. Na primeira volta do campo deveria ter virado 2 abaixo, mas é golfe. O balanço que faço é que estou aquém do que o meu jogo justifica. Ontem os ‘putts’ estiveram muito mal. Estou contente com a qualidade do meu jogo, mas insatisfeita com o resultado.”

Ana Rodrigues, campeã nacional sub-14 em 2018, de Miramar, fez um sensacional 72 e apanhou a sueca Maia Samuelsson (73), da Quinta do Peru, no 3.º lugar, somando 150 (+6).

Rita Costa Marques (73), de Miramar, e Sara Gouveia, da Quinta do Lago (72), vice-campeã nacional em 2017 e 2018, estão empatadas no 5.º lugar, ambas com 154 (+10).

 

Veja mais em www.golftattoo.com