Bruno Lage admite que há uma prova mais importante que a Liga Europa

O treinador do Benfica deu a entender que os “encarnados” vão fazer alterações ao “onze” habitual, mantendo o foco, em especial, no campeonato nacional.

Bruno Lage
Foto
Bruno Lage Manuel de Almeida/Lusa

O treinador de futebol do Benfica, Bruno Lage, afirmou nesta quarta-feira que a equipa está motivada e tem ambição para vencer esta quinta-feira o Eintracht Frankfurt, embora reconheça o poderio dos germânicos.

Bruno Lage, que falava em conferência de imprensa de antevisão a este jogo da primeira mão dos quartos-de-final da Liga Europa, admitiu que o principal objectivo dos “encarnados” passa pela conquista do campeonato nacional, mas salienta que isso não retira a objectividade à equipa.

“Vamos ver a melhor equipa em função daquilo que decidimos, da nossa análise do adversário. Vamos escolher o melhor ‘onze’ para vencer o jogo. Qualquer que seja a competição, partimos com o objectivo de vencer. Há uma que é mais importante que é o campeonato, mas isso não nos inibe de querer vencer”, afirmou.

Pela frente, o Benfica vai ter o quarto classificado do primeiro escalão germânico, com 52 pontos, e o terceiro melhor ataque da Bundelisga (56 golos), apenas atrás do líder Bayern Munique (74) e do segundo classificado Borussia Dortmund (66).

Apesar destes números, o avançado do Benfica Haris Seferovic, que se transferiu desta equipa alemã para os “encarnados” na época passada, refere que os germânicos são bem mais do que os golos marcados.

“A equipa toda é perigosa, não só o ataque. É uma equipa com uma boa defesa e um bom meio-campo. Eles trabalham muito bem, jogam um futebol muito atacante. Sabemos como contrariá-los”, disse.

Conhecedor da equipa que vai defrontar, Seferovic guarda boas recordações das três temporadas em que envergou a camisola do Eintracht Frankfurt.

“Seria especial marcar ao Eintracht. Mas é especial também porque é a minha antiga equipa e vou reencontrar velhos amigos. Sabemos como joga o Eintracht. Conheço muitos jogadores. Vamos ver o que se vai passar durante os 90 minutos. Eles conhecem-me e eu conheço-os e espero que seja um bom jogo. Vai ser bom reencontrar caras conhecidas”, asseverou.

Mas, se do Eintracht viajou para a Luz Seferovic, em sentido contrário, também há duas épocas, está cedido por empréstimo o sérvio Luka Jovic, que esta temporada tem sido o “abono de família” dos germânicos, com 24 golos em 38 jogos.

Nesse sentido, Bruno Lage aproveitou para elogiar o atacante e relembrou que existe a necessidade de dar tempo de adaptação aos jogadores.

“Quando jogamos neste patamar não existem maus jogadores. Existem fases de adaptação e com os jogadores jovens temos de ter mais cuidado. Isso também acontece com os jogadores que vêm da nossa academia. Depois, há também as formas de jogar e o tempo de realizar o seu trabalho e de forma tranquila. Um foi para um lado, outro veio para cá. Estou muito satisfeito com Seferovic e com os avançados que temos em casa”, garantiu.

Para já, a única certeza de Bruno Lage passa pela vontade de vencer o Eintracht Frankfurt.

“Na Liga Europa o mais importante é compreender a forma de jogar do adversário. É uma equipa muito forte nas transições ofensivas, que é típico do futebol alemão. Temos de saber explorar, quando tivermos bola, os espaços que esses sistemas oferecem. Espero jogar bem e vencer o jogo. É assim que partimos para cada jogo. O nosso objectivo é fazer um bom jogo e vencer a partida”, concluiu.

O Benfica recebe esta quinta-feira, às 20h, o Eintracht Frankfurt, em jogo da primeira mão dos quartos-de-final da Liga Europa, que será dirigido pelo inglês Anthony Taylor.