Argentina e Colômbia organizam Copa América de 2020 com formato diferente

A competição sul-americana passará a ser disputada em dois grupos de seis equipas.

Adeptos da Colômbia
Foto
Adeptos da Colômbia Adam Hunger/Reuters

A Copa América de 2020 vai ser disputada na Argentina e na Colômbia, numa edição que terá um formato de competição diferente, anunciou nesta terça-feira a Confederação Sul-Americana de Futebol (CONMEBOL) na sua página oficial na Internet.

A 47.ª edição da prova vai voltar a reunir 10 selecções sul-americanas e outras duas convidadas, num total de 12 equipas. Contudo, a CONMEBOL revelou que, em 2020, as 12 selecções serão divididas em dois grupos de seis, ao contrário do que sucede actualmente, em que os países são divididos em três grupos de quatro.

Além disso, a formação dos grupos terá por base uma questão geográfica, com a Argentina a organizar os jogos da zona sul e a Colômbia a receber os encontros da zona norte.

Desta forma, o grupo da zona sul será formado por Argentina, Chile, Uruguai, Paraguai, Bolívia e um país convidado, enquanto Colômbia, Brasil, Venezuela, Equador, Perú e o outro país convidado disputarão o grupo da zona norte.

De acordo com o presidente da CONMEBOL, Alejandro Domínguez, esta mudança tem como objectivo “facilitar o acesso geográfico aos adeptos da América do Sul”, que, desta forma, poderão “assistir até cinco jogos da sua selecção, o que favorece e reforça a festa desportiva”.

Os quatro primeiros classificados de cada grupo apurar-se-ão para os quartos-de-final de um torneio que terá um total de 38 partidas, mais 12 do que até agora.

Este ano, a Copa América realiza-se no Brasil, entre 14 de Junho e 7 de Julho, tendo como convidados o Japão e o anfitrião do Mundial 2022, Qatar.

A partir de 2020, a Copa América passará a ser disputada de quatro em quatro anos.