Torne-se perito

FC Porto com lucro de 7 milhões no primeiro semestre

SAD portista reverte prejuízos de 24 milhões no período homólogo de 2017/18, apesar do investimento em Militão, Mbemba e Marega.

Foto
Os resultados económicos da FC Porto SAD melhoraram no primeiro semestre de 2018/19 Reuters/LEON KUEGELER

O FC Porto anunciou esta quinta-feira um lucro de 7,1 milhões de euros no primeiro semestre da temporada 2018/19, números revelados no Relatório e Contas remetido pela SAD portista à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) que incluem o investimento 28,9 milhões de euros em reforços no mercado de Verão – dos quais 4,9 milhões em encargos adicionais.

Em destaque, a contratação de Éder Militão ao São Paulo, num total de 8,5 milhões de euros (1,5 milhões relativos a encargos). O passe do também defesa-central Mbemba onerou o FC Porto em 6,2 milhões de euros (1,5 milhões em encargos).

Já os 30% dos direitos sobre Marega que o V. Guimarães ainda detinha, custaram 4,1 milhões de euros e ainda os passes de André André e Rafa Soares.

As contratações de Paulinho e Ewerton (Portimonense) rondaram os cinco milhões de euros, enquanto Osório (ex-Tondela) foi transferido por 1,9 milhões.

O FC Porto mostra, em relação ao período homólogo da época anterior – em que registou um prejuízo de 23,9 milhões – uma retoma consubstanciada no aumento dos prémios distribuídos pela Liga dos Campeões bem como na entrada em vigor do acordo com a Altice, referente a direitos de transmissão televisivos.

A FC Porto SAD reduziu o passivo em 66,7 milhões, tendo aumentado os capitais próprios em 6,6 milhões, o que reforça a convicção no que respeita ao cumprimento do fair-play financeiro da UEFA.

Sugerir correcção