Barcelona acelerou para a final da Taça do Rei

Catalães venceram Real Madrid no Bernabéu por 0-3 e esperam pelo outro finalista, que sairá do confronto entre Valência e Bétis.

Dembelé e Suárez, os homens do jogo
Foto
Dembelé e Suárez, os homens do jogo Reuters/SUSANA VERA

Não dominou o jogo e, enquanto a partida esteve empatada, praticamente não teve oportunidades, mas bastou ao Barcelona acelerar um pouco para garantir nesta quarta-feira a presença na final da Taça do Rei às custas do Real Madrid. Depois de um empate (1-1) na primeira mão em Camp Nou, os catalães triunfaram por 0-3 no Santiago Bernabéu rumo a uma sexta final consecutiva, onde irão encontrar o vencedor do confronto entre Valência e Bétis de Sevilha – a segunda mão será nesta quinta-feira, no Mestalla, com os “che” em vantagem graças a um empate (2-2) no Benito Villamarin.

Foi o Real Madrid quem entrou melhor no jogo, com o jovem brasileiro Vinícius a criar muitos problemas aos “blaugrana”, mas não houve qualquer golo na primeira parte e, na segunda, os visitantes só tiveram de acelerar para marcar. Aos 50’, Dembelé respondeu da melhor maneira a um passe de Jordi Alba, ganhou o flanco e cruzou para a concretização de Suárez.

Quando os “merengues” ainda tentavam nivelar a eliminatória, foi Dembelé criar outro desequilíbrio, arrancando um cruzamento no lado direito que Varane, perante a ameaça de Suaréz, encaminhou para a própria baliza. As coisas ficaram ainda mais complicadas para o Real, com um penálti cometido por Casemiro sobre Suárez aos 73’ que o próprio avançado uruguaio se encarregou de concretizar à moda de Panenka, para o meio da baliza.

A final no Benito Villamarín, em Sevilha, a 25 de Maio próximo, será, então, a sexta final consecutiva para o Barcelona, que terá a oportunidade de conquistar a Taça do Rei pela quinta vez seguida, algo que seria um feito inédito na história da competição. Para já, o recorde de quatro taças conquistadas de forma consecutiva é partilhado pelo Barça (entre 2015 e 2018), pelo Real Madrid (entre 1905 e 1908) e pelo Athletic Bilbao (entre 1930 e 1933).