Advogada de Madonna é vice de Santana

Luís Cirilo é director executivo e Ana Costa Freitas continua como presidente do Congresso

Foto
Ana Pedrosa-Augusto e Bruno Ferreira da Costa apresentaram a moção de estratégia global de Santana Lopes

Ana Pedrosa-Augusto, advogada de Madonna, e Bruno Ferreira da Costa, professor na Universidade da Beira Interior, são dois dos vice-presidentes da Direcção Política Nacional do Aliança, órgão executivo de gestão quotidiana do partido, que terá entre cinco e sete vice-presidentes, soube o PÚBLICO. Pedro Santana Lopes é o presidente.

Luís Cirilo, ex-dirigente do PSD, será o director executivo do partido. A reitora da Universidade de Évora, Ana Costa Freitas, permanecerá como presidente da Mesa do Congresso. O Congresso é o órgão máximo da Aliança é, como em qualquer partido. Segue-se, na hierarquia interna o Senado, que equivale ao conselho nacional no PSD e à comissão nacional no PS. Só então surge na hierarquia a Direcção Política Nacional. A Aliança tem ainda uma Comissão Jurisdicional e um Gabinete de Auditoria.

O destaque dado a Ana Pedrosa-Augusto e a Bruno Ferreira da Costa foi sinalizado logo ao início da tarde de sábado, quando coube a estes dois militantes da Aliança apresentar a moção de estratégia global de Santana. Ao projectar os seus dois vices no alinhamento do Congresso, Santana evitou, por outro lado, expor-se em pé de igualdade com Celso Nunes, que, ao arrepio dos estatutos e do regulamento do congresso, foi autorizado a apresentar a sua moção de estratégia global, mesmo sem ser candidato a presidente, perante os cerca de quinhentos delegados e os convidados.