Família do piloto de Emiliano Sala angaria fundos para continuar buscas

O corpo do futebolista argentino foi recuperado dos destroços do avião no fundo do Canal da Mancha, mas o corpo do piloto continua desaparecido. As buscas oficiais foram encerradas três dias depois do avião desaparecer dos radares.

Foto
Homenagem ao futebolista Emiliano Sala às portas do estádio do Nantes (França) Reuters/Stephane Mahe

A família de David Ibbotson, o piloto do avião em que seguia o jogador de futebol argentino Emiliano Sala, está a angariar fundos para que as buscas pelo corpo do piloto desaparecido continuem.

Os destroços do avião Piper Malibu N264DB foram encontrados no fundo do Canal da Mancha no passado domingo. Já na noite de quinta-feira a polícia da região britânica de Dorset confirmou que o corpo do futebolista argentino Emiliano Sala tinha sido recuperado daqueles destroços.

Porém, o corpo de David Ibbotson, de 59 anos, continua desaparecido, pelo que a sua família criou uma página de angariação de fundos online para que continuem as buscas pelo piloto natural de Lincolnshire, em Inglaterra.

Através da página no site GoFundMe já foi angariado um total de mais de 57 mil libras (cerca de 65 mil euros, ao câmbio actual) em doações. A meta é chegar às 300 mil libras para ajudar a “trazer David Ibbotson para casa”, lê-se na descrição.

“Enquanto família, estamos a contar com a gentileza das pessoas de bom coração para que nos ajudem a angariar os fundos necessários para encontrar o nosso querido pai, marido e filho”, diz a mensagem. A família de David Ibbotson afirma que está a tentar lidar com a tragédia e “a perda de dois homens incríveis”, acrescentando que o facto de as buscas terem sido canceladas “tornou ainda mais difícil este momento trágico”.

As operações de busca pelo corpo de Emiliano Sala foram financiadas por uma entidade privada após as buscas oficiais terem sido encerradas por causa do mau tempo três dias depois de o avião ter desaparecido dos radares a 21 de Janeiro, quando viaja de Nantes para Cardiff, com o futebolista argentino e o piloto David Ibbotson a bordo, conta o diário britânico Guardian.

O jogador de 28 anos tinha sido recrutado ao Nantes pelo Cardiff por cerca de 17 milhões de euros, e ele mesmo se encarregou de marcar o voo, tendo recusado a oferta de transporte oferecida pelo clube galês.