Morreu pai de Passos Coelho, médico e ex-autarca

António Passos Coelho faleceu esta segunda-feira, aos 92 anos, disseram fontes da Assembleia Municipal de Vila Real e do PSD.

Foto
António Passos Coelho foi médico pneumologista e morava em Vila Real Manuel Roberto

O médico pneumologista e antigo presidente da Assembleia Municipal de Vila Real, António Passos Coelho, faleceu esta segunda-feira, aos 92 anos, disseram fontes da autarquia e do PSD. As cerimónias fúnebres de António Passos Coelho, pai do ex-primeiro-ministro Pedro Passos Coelho, vão realizar-se na terça-feira, na Igreja do Calvário, naquela cidade.

Nascido em 1926, em Vale de Nogueiras, concelho de Vila Real, António Passos Coelho foi médico pneumologista, tendo passado pelo Caramulo, de onde foi para Luanda (Angola), tendo regressado depois à terra natal.

Em Vila Real, foi director de hospital, abriu consultório e foi presidente da assembleia municipal, eleito pelo PSD, e, ao longo do seu percurso de vida, escreveu vários livros.

O presidente da concelhia do PSD de Vila Real, Vasco Amorim, destacou à agência Lusa o “percurso extraordinário” do médico, escritor, político que desempenhou um papel muito relevante neste município.

Vasco Amorim elencou ainda o “lado humano” do homem que era “muito conhecido e respeitado” e que desempenhou um papel importante na luta contra a tuberculose.

Ferro Rodrigues, presidente da Assembleia da República, enviou a Pedro Passos Coelho e à família um telegrama de condolências.

Sugerir correcção