EMEL continua a oferecer os primeiros 45 minutos de viagem nas Gira

Os utilizadores com passes mensais e anuais do serviço de bicicletas partilhadas em Lisboa continuam a não pagar os primeiros 45 minutos de viagem.

Foto
EMEL continua a oferecer os primeiros 45 minutos de viagem aos utilizadores com passes anuais e mensais SEBASTIAO ALMEIDA

Em 2019, a EMEL continuará a oferecer os primeiros 45 minutos de viagem aos utilizadores com passes mensais e anuais da Gira, a rede partilhada de bicicletas em Lisboa. De acordo com os últimos dados da empresa municipal, foram feitas mais de um milhão de viagens desde o lançamento do serviço, e o número de passes anuais de utilizadores ascende aos 19 mil.

No início de Dezembro, a EMEL e a câmara de Lisboa estiveram envoltas numa polémica sobre a obrigatoriedade do uso de capacetes. Após uma acção de fiscalização da PSP que culminou numa série de autuações a ciclistas que circulavam em bicicletas eléctricas sem capacete, a autarquia veio alertar os seus utilizadores para que não seria necessário o uso de capacete.

Por sua vez, a PSP afirmou que faria cumprir o Código da Estrada até decisão contrária. Em resposta, o município avançou que seria emitido um parecer pela Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR).

A decisão da instrução técnica da ANSR, conhecida nos últimos dias de 2018, veio dar razão à EMEL e à autarquia: o parecer confirmou a não-obrigatoriedade do uso de capacetes na utilização de velocípedes com motores auxiliares, que abrange toda a rede de Giras e de trotinetes que circulam na capital.