Passagem do ano será fria, mas sem chuva

Entre os dias 30 de Dezembro e 1 de Janeiro pode contar com céu pouco nublado a limpo e vento fraco na generalidade do território.

Foto
NFACTOS / FERNANDO VELUDO

Prepare-se para que a “noite mais longa do ano” seja também uma das mais frias, com as temperaturas mínimas no Continente a variar entre os -1 e dez graus, de acordo com a previsão do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) para a noite da passagem do ano. Se for celebrar a Sul, no Algarve, conte com chuva fraca.

“A noite da passagem de ano será fria, com pouca nebulosidade, excepto na região Sul, onde existe uma probabilidade baixa de ocorrência de precipitação fraca no Algarve”, lê-se no comunicado do IPMA.

Até ao início do novo ano, o estado do tempo será influenciado “por um anticiclone localizado a oés-noroeste da Península Ibérica, em deslocamento para nordeste e intensificando sobre o Golfo da Biscaia”, o que significa, em termos gerais, frio e ausência de precipitação. As temperaturas máximas irão variar entre os 14 e 17 graus na generalidade do território. Nas regiões Norte e Centro, as máximas deverão variar entre oito e 13 graus.

“A temperatura mínima do ar deverá variar entre -1 e três graus nas regiões do interior Norte e Centro, entre oito e dez graus no Algarve e entre quatro e sete graus no restante território. Prevê-se ainda formação de geada em alguns locais do interior Norte e Centro.”

“Nos dias 30 e 31 de Dezembro e no dia 1 de Janeiro de 2019, uma depressão em níveis altos deverá influenciar a região Sul, em especial o Algarve”, indica o mesmo comunicado. Portanto, conte com chuva fraca durante esse período.

Na Madeira, o cenário é semelhante: chuva. Prevê-se que a passagem de uma superfície frontal fria traga consigo “períodos de céu muito nublado, tornando-se geralmente o céu muito nublado a partir da tarde de 31, com ocorrência de períodos de chuva até final da manhã de dia 1”.

Neste arquipélago, as temperaturas para os próximos dias irão variar entre 17 e 20 graus, “embora nas zonas montanhosas seja inferior, entre nove e 12 graus”. As mínimas irão variar entre 13 e 16 graus – três e nove graus nas zonas montanhosas.

Nos Açores, poderá contar com chuva na passagem do ano e com temperaturas de 18 graus de máxima e 15 graus de mínima.