Estádio do Montalegre vai triplicar lotação para receber o Benfica

O presidente do clube semi-profissional explicou como vai instalar duas bancadas atrás das balizas e outra no sector central do campo.

O campo do Montalegre vai sofrer um "upgrade" temporário
Foto
O campo do Montalegre vai sofrer um "upgrade" temporário CDC MONTALEGRE

O Centro Desportivo e Cultural de Montalegre vai triplicar a capacidade do seu estádio até aos seis mil lugares para a recepção ao Benfica, nos oitavos-de-final da Taça de Portugal de futebol, disse esta quinta-feira o presidente do clube, Paulo Viage.

O Estádio Municipal Dr. Diogo Vaz Pereira, em Montalegre, tem capacidade para cerca de dois mil lugares, mas, para o encontro com os "encarnados", vão ser instaladas três bancadas provisórias.

"Atrás de cada uma das balizas vamos colocar uma bancada com cerca de 1.500 lugares cada e, no lado contrário à bancada central, ficará uma com mil lugares, o que nos permitirá ter seis mil lugares no total", explicou o presidente do clube transmontano.

O relvado do clube do Campeonato de Portugal, que está pela primeira vez numa fase tão avançada da prova-rainha do futebol português, já se encontra a ser alvo de intervenção, pois irá sofrer "uma troca parcial". "Essa obra está já a decorrer e, a partir de sexta-feira, começa a receber a relva nova, que deverá ficar instalada até terça-feira, para depois ficar em repouso até ao dia do jogo", adiantou.

O presidente da Câmara Municipal de Montalegre, Orlando Alves, esteve nesta quinta-feira no estádio a acompanhar as obras promovidas pela autarquia e disse haver "um compromisso sério" para receber o Benfica na vila do Alto Tâmega.

"Na próxima vistoria do jogo tudo tem que estar preparado para aceitação da Federação Portuguesa de Futebol. Fazer com que os grandes clubes visitem os pequenos é o espírito da Taça de Portugal", realçou, em declarações aos jornalistas.

O edil socialista destacou ainda o interesse que o jogo está a gerar, especialmente na comunidade de emigrantes, que tem já "viagens programadas", pois "fazem questão de assistir a esta partida".

Também presente no acompanhamento dos trabalhos, o treinador principal do emblema barrosão confessou que quer manter o plantel "com os pés assentes no chão". "Não fiz nenhuma análise ao Benfica e conheço a equipa apenas como adepto, mas vamos tentar jogar de forma positiva, sabendo que não há equipas invencíveis. Estamos a representar o Campeonato de Portugal e vai ser um momento histórico e inédito", adiantou José Manuel Viage.

Face às obras que estão já em andamento no seu estádio, o Montalegre recebe o Mirandela no Complexo Desportivo Francisco Carvalho, em Chaves, no domingo, às 15h, para a 14.ª jornada do terceiro escalão.