Holanda garante no minuto 90 a última vaga na fase final

Com dois golos nos últimos cinco minutos, a selecção holandesa junta-se a Portugal, Inglaterra e Suíça nas meias-finais da Liga das Nações.

Foto
LUSA/SASCHA STEINBACH

Portugal, Inglaterra, Suíça e Holanda. Serão estas as selecções que vão participar na fase final da primeira edição da Liga das Nações, que irá ser disputada no Estádio do Dragão, no Porto, e no Estádio D. Afonso Henriques, em Guimarães, entre 5 e 9 de Junho. Os holandeses foram os últimos a garantirem um lugar no sorteio das meias-finais, que será realizado a 3 de Dezembro, mas tiveram pé e meio fora da competição: a selecção de Ronald Koeman perdia por 2-0 na Alemanha no minuto 85, mas conseguiu o empate (2-2) de que necessitava para garantir o apuramento.

As convincentes vitórias sobre a Alemanha (3-0) e a França (2-0) tinham dado à Holanda legítimas aspirações a marcar presença em Portugal, mas as esperanças holandesas pareciam ter ruído em 20 minutos, em Gelsenkirchen. Apesar de já estar despromovida à Liga B, a Alemanha, que tinha perdido quatro dos últimos seis jogos oficiais, chegou justamente à vantagem de dois golos: Timo Werner (9’) e Leroy Sané (20’).

O resultado favorecia a França, que precisava de uma ajuda germânica para garantir o 1.º lugar do Grupo 1, mas depois das reviravoltas da Inglaterra e da Suíça, foi a vez de a Holanda conseguir uma excelente recuperação. Sem nada a perder, Koeman colocou o central van Dijk a ponta-de-lança e acabou premiado: aos 85’, Quincy Promes reduziu a diferença e, em cima do minuto 90, van Dijk fez o golo que garantiu o ponto de que a Holanda precisava.

Nos outros jogos realizados nesta segunda-feira, a República Checa garantiu a manutenção na Liga B após vencer a vizinha Eslováquia (1-0), enquanto Dinamarca e Irlanda empataram a zero num jogo em que apenas se cumpriu calendário: os dinamarqueses já tinham garantido a promoção e os irlandeses serão despromovidos.

Na terça-feira, em Estocolmo, ficará a saber-se quem acompanha a Ucrânia, a Bósnia e a Dinamarca na subida ao grupo das 12 melhores selecções da Liga das Nações de 2020-21: a Suécia precisa de vencer a Rússia para ser um dos possíveis rivais de Portugal na próxima edição da competição.

Na Liga C, a Noruega venceu em Chipre e garantiu a promoção, feito que já tinha sido conseguido na véspera pelos vizinhos finlandeses. Hoje decide-se quem são as outras duas selecções que vão ocupar os lugares de Eslováquia, Turquia, Irlanda do Norte e Rep. Irlanda na Liga B: Israel ou Escócia (Grupo 1) e Sérvia ou Roménia (Grupo 4). Albânia, Estónia, Eslovénia e Lituânia vão cair na última divisão, onde já há três países promovidos: Geórgia, Bielorrússia e Macedónia. O último dos vencedores da Liga D será o Kosovo ou Azerbaijão, que se defrontam na terça-feira.