Conteúdo Patrocinado

Como criar uma startup de sucesso: a marca

Ao longo desta semana, explicamos-lhe tudo o que precisa de saber para que o seu negócio prospere. Começamos pela importância do nome, do logotipo e da experiência que proporciona.

Foto

Um dos primeiros passos para fundar uma empresa bem-sucedida passa por criar uma marca eficaz, que possa ser facilmente reconhecida e recordada. Além do logotipo, assinatura e do website, expressões fundamentais de uma marca, a identidade de uma empresa inclui também as emoções e as associações mentais que resultam de todas as interacções com a empresa, os seus produtos, serviços e colaboradores. Neste sentido, uma marca é também a percepção que se tem sobre ela.

É através da marca que os clientes e investidores se ligam ao negócio, permitindo que o produto ou serviço se afirme no mercado. Por este motivo, é um dos aspectos mais importantes a considerar, aquando da criação de uma startup. Deixamos-lhe alguns princípios orientadores – basilares, mas nem sempre seguidos – para que possa construir a sua marca:  

Definir uma missão

Comece por reflectir sobre a razão de ser da sua empresa. Para além das questões económicas, o que o levou a iniciar este projecto? Será a partir desta questão que definirá a sua missão, que deve espelhar a cultura e valores nos quais pretende basear a sua actividade. Pense numa afirmação que possa ser usada interna e externamente, para motivar colaboradores e consumidores. A Google, por exemplo, pretende “organizar a informação existente no mundo e torná-la acessível e útil”. De acordo com um estudo das consultoras Cone Communications e Ebiquity Global CSR, nove em cada dez consumidores esperam que mais do que gerarem lucros, as empresas operem de forma responsável no que diz respeito a questões sociais e ambientais. É também por isso que emerge a tendência de algumas empresas deixarem de comunicar a sua “missão”, em prol do seu “propósito”.

Diferenciar a marca

À medida que a missão da sua startup se torna clara, pense sobre os aspectos que a tornam única. É fundamental que se distinga, de forma relevante, das empresas concorrentes concorrentes. É isso que a tornará forte no mercado. Os elementos diferenciadores do seu produto ou serviço deverão estar presentes desde logo no propósito e na missão da empresa. Num contexto em que todos os dias surgem novos projectos, novas startups e novas ideias, é fundamental comunicar os elementos distintivos de forma clara, simples e evidente.

A escolha do nome

É fundamental escolher um nome adequado para potenciar os serviços ou produtos da sua startup. Este deve ser curto, fácil de pronunciar e de ler. Deve evocar pensamentos positivos e ser facilmente recordado. Não se esqueça que o nome da marca deve estar ligado à missão e ao propósito. Verifique também se o nome escolhido já foi adoptado por outra companhia. Se a internacionalização é um objectivo claro, é importante testar o nome (e os seus eventuais significados) em vários idiomas, geografias e culturas.

Desenvolver uma identidade visual

Logos, brochuras, cartões-de-visita, anúncios, websites e páginas digitais são algumas das expressões visuais que deve ter em conta ao pensar na identidade visual da sua empresa. Certifique-se que o design reflecte a cultura e os valores da organização. Em alguns casos, pode ser útil criar um livro de estilo gráfico que defina as principais linhas orientadoras e o modo como os elementos visuais podem ser utilizados.

A experiência faz parte da marca

Além de uma assinatura ou logotipo, uma marca é também – e cada vez mais – uma experiência. Todas as interacções com uma organização – sejam passivas (ex: quando o consumidor acede ao site da empresa), ou activas (ex: a interacção com o serviço de apoio a clientes) – influenciam a percepção sobre a marca e afectam, positiva ou negativamente, o seu valor. Até a forma como escreve um e-mail – independentemente do conteúdo – transmite algo sobre a sua marca e a sua empresa.

Seja consistente

Crie uma linha orientadora que permita que os consumidores saibam de forma clara o que podem esperar da sua empresa. Seja numa consulta ao site, na leitura de um e-mail ou na utilização de um produto é fundamental que exista uma experiência e uma identidade consistentes e facilmente reconhecíveis, independentemente do ponto de contacto. A imprevisibilidade é uma característica nefasta para uma marca e impacta os níveis de confiança em relação à mesma. Quanto mais consistente for a expressão da sua marca, mais próximo estará de transmitir a mensagem que pretende e mais fácil será para os stakeholders (sejam investidores, consumidores, ou outros) perceberem para onde se dirige a empresa. A consistência promove a confiança e a confiança é um ingrediente fundamental para a sustentabilidade e crescimento de qualquer negócio.