City continua sem antídoto para Anfield Road, Mónaco afunda-se

O Sevilha aproveitou o empate do Barcelona em Valência para assumir a liderança do campeonato espanhol.

Foto
Reuters/CARL RECINE

A tradição cumpriu-se e, pelo 16.º ano consecutivo, o Manchester City vai terminar uma época sem vencer em Anfield para a Premier League. Depois de em Janeiro, com o título inglês a precisar apenas de ser matematicamente oficializado, Pep Guardiola ter visto em Liverpool fugir-lhe a ambição de fazer história ao vencer pela primeira vez o campeonato inglês sem derrotas, os “citizens” tiveram o triunfo no lendário estádio de Liverpool nos pés de Riyad Mahrez, mas o argelino desperdiçou um penálti no minuto 86 e o jogo mais aguardado da 8.ª jornada da Premier League não saiu do zero. Em França, o Mónaco de Leonardo Jardim vai-se afundando: os monegascos sofreram a quarta derrota consecutiva e estão nos lugares de despromoção.

A expectativa era muita, mas desta vez não houve espectáculo em mais um confronto entre Jürgen Klopp e Pep Guardiola. O duelo entre Liverpool e Manchester City foi pouco emotivo e apenas animou na parte final, após a entrada de Gabriel Jesus. Aos 86 minutos o City podia ter encontrado a antídoto para quebrar a maldição de Anfield, depois de o árbitro ter considerado que Van Dijk derrubou em falta Sané dentro da grande área. No entanto, Mahrez rematou por cima da barra na marcação do penálti. Com o empate, Liverpool e City mantêm-se na liderança da Premier League, mas têm agora a companhia do Chelsea.

Os “blues” deslocaram-se a Southampton e acabaram por ter uma tarde de domingo tranquila. Os londrinos ganharam vantagem na primeira parte com um golo de Eden Hazard e confirmaram o triunfo no segundo tempo: Ross Barkley fez o segundo do Chelsea e Morata fez o 3-0 final. Ainda mais simples foi a vitória do Arsenal: com Lacazette e Aubameyang a bisarem, os “gunners” golearam fora o Fulham, por 5-1.

Na Liga espanhola, o Sevilha vai agradecendo os deslizes de Real Madrid e Barcelona. Depois de os madridistas terem perdido no País Basco frente ao Alavés, os catalães somaram o quarto jogo consecutivo sem vencer no campeonato (1-1 em Valência) e o Sevilha aproveitou para assumir a liderança. Com André Silva a titular (desta vez não marcou), os andaluzes bateram o Celta de Vigo: 2-1.

Em França, Leonardo Jardim parece ter entrado num beco sem saída. A jogar em casa, o Mónaco foi derrotado pelo Rennes (1-2), sofrendo a quarta derrota consecutiva e o décimo jogo sem ganhar. Ao fim de nove jornadas, os monegascos somam apenas seis pontos e ocupam um surpreendente antepenúltimo lugar. Já o PSG, voltou a mostrar que é de outro campeonato: 5-0 ao Lyon, com um poker de Kylian Mbappé apontado em apenas 13 minutos.

Depois de a Juventus ter mantido na véspera o seu registo 100% vitorioso, Nápoles e Inter também mantiveram a distância para a equipa de Turim no final da 8.ª jornada da Serie A. Os napolitanos derrotaram em casa o Sassuolo, por 2-0, com golos de Ounas e Insigne, enquanto o Inter foi a Ferrara bater o SPAL, por 2-1. Bis de quem? Mauro Icardi, pois claro.