Bruno de Carvalho anuncia que vai impugnar eleições

Presidente destituído do Sporting desistiu de uma providência cautelar que visava reverter a suspensão de sócio

Bruno de Carvalho continua a considerar ilegais as eleições de 8 de Setembro
Foto
Bruno de Carvalho continua a considerar ilegais as eleições de 8 de Setembro LUSA/MANUEL DE ALMEIDA

O antigo presidente do Sporting Bruno de Carvalho anunciou esta segunda-feira que vai impugnar as eleições do clube, marcadas para sábado, caso estas se realizem, depois de ter desistido de uma providência cautelar para reverter a suspensão de sócio.

“Não desisti da democracia, da legalidade e de ser presidente. Não desisti de ser candidato numas eleições livres, em data a confirmar. Por muito que alguns sportinguistas não gostem, se estas putativas ilegais e golpistas comissões fizerem as eleições no dia 8 vou impugná-las”, escreveu Bruno de Carvalho, no Facebook.

Bruno de Carvalho, que foi destituído da presidência do clube em 23 de Junho, desistiu de uma providência cautelar que visava reverter a suspensão de sócio e assegurar a integração da candidatura às eleições marcadas para sábado.

Em comunicado, os advogados de Bruno de Carvalho confirmaram a desistência desta providência, “atendendo à delonga do agendamento” e à “impossibilidade prática de uma decisão em tempo útil”, decidindo “privilegiar outros meios contenciosos”.

“Bruno de Carvalho foi, injusta e ilegalmente, afastado das eleições. Não desiste nem desistirá de repor a justiça. Aguardaremos as decisões judiciais de pronúncia da invalidade da suspensão, das comissões e das próprias eleições”, acrescentaram os advogados do antigo presidente dos ‘leões’.

Eleito presidente do clube em Março de 2013 e reconduzido em 2017, Bruno de Carvalho foi destituído do cargo na reunião magna de Junho, com 71,36% dos votos, e posteriormente suspenso de sócio pela Comissão de Fiscalização criada na sequência da demissão da maioria dos membros do Conselho Fiscal e Disciplinar.

Na sequência da decisão, foram convocadas eleições para os órgãos sociais do clube, para o próximo sábado, 8 de Setembro, e Bruno de Carvalho viu a sua candidatura rejeitada pela Mesa da AG, com base no facto de o ex-presidente estar suspenso de sócio.

João Benedito (lista A), José Maria Ricciardi (B), Pedro Madeira Rodrigues (C), Frederico Varandas (D), Rui Jorge Rego (E), José Dias Ferreira (F) e Fernando Tavares Pereira (G) são os candidatos ao acto eleitoral.