Cristiano Ronaldo candidato a melhor jogador do ano da UEFA

Messi ficou de fora do grupo de três finalistas, ao ser apenas o quinto mais votado.

Cristiano Ronaldo despediu-se do Real Madrid com a conquista da Liga dos Campeões
Foto
Cristiano Ronaldo despediu-se do Real Madrid com a conquista da Liga dos Campeões Reuters/Phil Noble

O português Cristiano Ronaldo é um dos três candidatos finalistas ao prémio de melhor jogador do ano da UEFA, juntamente com o croata Luka Modric e o egípcio Mohamed Salah, anunciou nesta segunda-feira o organismo máximo do futebol europeu.

O argentino Lionel Messi, vencedor do prémio em 2010-11 e 2014-15 e segundo em outras três ocasiões, está ausente do pódio, tendo ficado no quinto lugar da votação, atrás do francês Antoine Griezmann.

O vencedor do prémio, ganho por Cristiano Ronaldo em 2013-14, 2015-16 e 2016-17, será anunciado no dia 30 de Agosto, durante o sorteio da fase de grupos da Liga dos Campeões, que se realiza no Mónaco.

Cristiano Ronaldo, que trocou o Real Madrid pela Juventus, venceu a Liga dos Campeões ao serviço da equipa espanhola na época 2017-18, erguendo o troféu pela quinta vez – um recorde –, e foi o melhor marcador da competição pela sexta vez, com 15 golos.

O médio Luka Modric, que também conquistou a Liga dos Campeões ao lado de Cristiano Ronaldo, foi eleito melhor jogador do Mundial 2018, na Rússia, onde a Croácia atingiu a final, perdendo para a França.

Ao serviço do Liverpool, o avançado Mohamed Salah foi finalista da Liga dos Campeões – abandonou o jogo aos 25 minutos, por lesão – e terminou a competição com dez golos, mas foi sobretudo na Liga inglesa que se destacou, com 32 golos em 36 jogos. No total, marcou 44 golos durante a época e ficou a três do recorde dos “reds”, de Ian Rush.

Abaixo do “top 3”, o campeão do mundo Griezmann (Atlético de Madrid) ficou em quarto, e Messi (Barcelona) em quinto, recolhendo 72 e 55 pontos, respectivamente. Kylian Mbappé (PSG), que também festejou o título mundial, foi o sexto, com 43 pontos, à frente do belga Kevin De Bruyne (Manchester City), com 28, e de outro francês, Raphael Varane (Real Madrid), com 23.

A fechar os dez primeiros ficaram o belga Eden Hazard (Chelsea), com 15, e o espanhol Sergio Ramos (Real Madrid), com 12.

A votação é feita por um júri composto por 80 treinadores de clubes que participaram nas fases de grupos da Liga dos Campeões (32) e Liga Europa (48), e 55 jornalistas de publicações associadas à European Sports Media (ESM), representando cada um dos países- membros da UEFA.

Os elementos do júri escolhem, cada um, três jogadores, atribuindo cinco pontos ao primeiro, três ao segundo e um ao terceiro. Os treinadores não podem votar em jogadores da sua equipa.