Bombeiros de Matosinhos simulam incêndio para um pedido de casamento

Rui Mendes, dos Voluntários de Matosinhos Leça, planeou o cenário. Os colegas do quartel e os vizinhos de Susana Braga colaboraram. A noiva disse sim.

Foto
Rui Mendes e Susana Braga, depois do "sim" da noiva Ricardo Miranda via Facebook

Quando soa o alarme de incêndio no prédio onde se vive, regra geral teme-se o pior. Quando os bombeiros de Matosinhos Leça bateram a todas as portas do edifício onde vive Susana Braga, na última sexta-feira, o pior não se verificou. A vida dela estaria prestes a mudar, sim, mas só porque seria pedida em casamento.

O incêndio não existia e tudo não passou de uma simulação, preparada pelo namorado, bombeiro naquela corporação, cujo comandante, António Amaral, revelou no sábado a história no Facebook. "Porque se partilhamos os momentos de dor e vivemos muitas vezes o sofrimento dos outros, temos igualmente de ser capazes de proporcionar aos nossos momentos de alegria e felicidade por tudo o que servem a comunidade", escreveu o comandante, na madrugada de sábado.

Rui Mendes "planeou ao pormenor a melhor surpresa da vida à noiva Susana Braga", descreve António Amaral. "Mobilizados para um 'incêndio' na habitação, a noiva depara-se com uma equipa de bombeiros a romper pela escadaria do prédio e [a] bater a todas as portas no sentido de evacuar o edifício onde ocorre algo de grave".

Susana deixou então a habitação e, "com um misto de surpresa, de emoção, de preocupação e algum alarme é acompanhada ao longo de alguns andares por bombeiros totalmente equipados".

Os vizinhos, previamente avisados da encenação, colaboraram, conta o comandante daqueles bombeiros voluntários que, chegados à rua, abriram caminho para deixar passar o colega que preparara a simulação e, dirigindo-se à namorada, lhe entregou uma caixa com a aliança. E "sob o olhar de todos", fez o pedido, "que foi aceite", acrescenta António Amaral. 

"Podia ser uma cena de novela? Podia... mas foi um momento de alegria e emoção que pudemos proporcionar ao nosso camarada Rui Mendes e à sua noiva Susana Braga", prossegue o comandante, que reserva ainda umas palavras para todos os que poderão ter-se assustado. "Pedimos desculpa pelo susto, pela preocupação causada, pelo elevador encravado, pela invasão da casa... mas foi pela vossa felicidade."

O agora noivo também recorreu ao Facebook, neste domingo, para "pedir mais um favor": que partilhem com eles fotos e vídeos de todo o episódio, para o álbum dos noivos.