Bruno de Carvalho reage à suspensão: "O email foi para o spam"

Presidente destítuido do Sporting não reconhece autoridade à Comissão de Fiscalização que o suspendeu por um ano.

Foto
LUSA/TIAGO PETINGA

Bruno de Carvalho mantém a sua intenção de se recandidatar à presidência do Sporting, apesar de ter sido suspenso da sua condição de sócio "leonino" pela Comissão de Fiscalização.

Na cerimónia de inauguração da sua sede de campanha, o antigo presidente dos "leões" reafirmou a sua legitimidade como candidato, frisando que não reconhece qualquer autoridade ao órgão que o suspendeu.

"Não reconheço a Comissão de Fiscalização. O email que eles mandaram foi directamente para o spam. Não me considero suspenso. O processo é todo ilegal. Já agimos juridicamente, nada disto é uma novidade. Para eles ou afastam este presidente, ou se afastam do Sporting e acho que vai acontecer a segunda hipótese. Já estão a correr várias providências cautelares e eles vão ser obrigados a fazer o que não querem. Nós vamos a eleições", garantiu Bruno de Carvalho.

No discurso em que relembrou a obra que fez nos anos em que liderou o clube, Bruno de Carvalho mostrou-se confiante numa vitória nas eleições: “Vamos fazer a nossa campanha com confiança e rumo à vitória a 8 de Setembro. Quem não deve não teme e por isso sou candidato. Parem com estas movimentações e deixem quem quiser ser candidato, eu não matei ninguém e não roubei ninguém.”