Tribunal anula exclusão do AC Milan da Liga Europa

Recurso do clube italiano teve luz verde do Tribunal Arbitral do Desporto.

Marco Fassone, presidente do AC Milan, à chegada ao tribunal arbitral
Foto
Marco Fassone, presidente do AC Milan, à chegada ao tribunal arbitral LUSA/JEAN-CHRISTOPHE BOTT

O Tribunal Arbitral do Desporto (TAS, na sigla francesa) anulou a decisão da UEFA de excluir o AC Milan da próxima edição da Liga Europa de futebol, por considerar que a sanção imposta "não é proporcional". Apesar de concordar que o AC Milan violou as regras do fair-play financeiro impostas aos clubes europeus, o tribunal "aceitou, parcialmente, o recurso" do clube italiano e anulou a suspensão imposta pela Comissão de Controlo Financeiro de Clubes da UEFA, pedindo a aplicação de uma "medida disciplinar proporcional" à gravidade da infracção.

"O AC Milan foi reintegrado na Liga Europa, onde se mantém, neste momento. O caso foi reenviado para a UEFA, para que seja tomada uma nova decisão", indicou o TAS, assinalando que "a saúde financeira do clube melhorou substancialmente" e isso não foi tido em consideração pelo organismo regulador do futebol europeu.

O clube milanês, onde alinha o avançado internacional português André Silva, terminou no sexto lugar no campeonato italiano da época passada, o que lhe permitiria disputar a fase de grupos da Liga Europa, mas foi posteriormente excluído pela UEFA.