Polícia apreende embarcação com 1400 quilos de cocaína ao largo dos Açores

No âmbito da operação Mar Azul, a Polícia Judiciária deteve três traficantes estrangeiros que pertencerão a uma organização criminosa implantada em vários países da Europa e da América Latina.

,
Fotogaleria
A Polícia Judiciária apreendeu 1400 quilogramas de cocaína POLÍCIA JUDICIÁRIA
Sloop, 08854, Marina, Vela, Iate, Passeios de barco
Fotogaleria
A embarcação foi interceptada a sul da Ilha do Faial POLÍCIA JUDICIÁRIA

A Polícia Judiciária (PJ) interceptou em pleno Oceano Atlântico, a sul da Ilha do Faial (Açores), uma embarcação de recreio que estava a ser utilizada para o tráfico de elevadas quantidades de cocaína, anunciou nesta terça-feira em comunicado. A droga apreendida, com um peso total de cerca de 1400 quilos, estava a ser transportada das Caraíbas para o continente europeu para depois ser distribuída por vários países.

Em colaboração com a Marinha e a Força Aérea, a  PJ desencadeou nos últimos dias a operação Mar Azul de combate ao tráfico ilícito de estupefacientes por via marítima, da qual resultou a detenção de três homens de nacionalidade estrangeira que seguiam a bordo da embarcação, com idades compreendidas entre os 38 e os 51 anos. De acordo com "os elementos probatórios até agora coligidos pela investigação", os homens pertencem a uma organização criminosa transnacional presente em diferentes países da Europa e da América Latina, diz o comunicado. Os arguidos foram presentes a primeiro interrogatório judicial e encontram-se em prisão preventiva.

A droga vinha acondicionada em compartimentos criados especialmente para o efeito sob os depósitos de combustível, que só foram localizados depois de um "minucioso e intenso trabalho" de buscas por parte das equipas da PJ apoiadas por elementos da Polícia Marítima e da GNR. 

PÚBLICO -
Foto
A droga estava acondicionada em compartimentos criados para o efeito POLÍCIA JUDICIÁRIA

A operação Mar Azul resulta de uma investigação iniciada pela Unidade Nacional de Combate ao Tráfico de Estupefacientes da Polícia Judiciária, na sequência de uma colaboração com a National Crime Agency do Reino Unido no quadro do Maritime Analysis and Operations Centre – Narcotics (MAOC-N), organismo internacional sediado em Lisboa. A investigação prossegue a cargo da PJ em parceira com as autoridades de outros países, nomeadamente do Reino Unido.

Nesta terça-feira, assinala-se o Dia Internacional contra o Abuso e Tráfico Ilícito de Estupefacientes, instituído pela Assembleia Geral da ONU. Para celebrar a data, a PJ incinerou cerca de 2,2 toneladas de vários tipos de drogas ilícitas apreendidas ao longo dos últimos meses em diversas operações contra o tráfico de estupefacientes, em conformidade com a legislação em vigor em Portugal sobre a destruição da droga apreendida em processos-crime.