<p>Nuno Ferreira Santos</p>
Foto

Nuno Ferreira Santos

É preciso criatividade para ajudar o burro da Graciosa — e para este concurso de fotografia

Projecto ZAPE quer "revalorizar e reinventar" a população de burros nos Açores. Concurso de fotografia decorre até 1 de Novembro

Fotografar para celebrar “a população asinina nos Açores”, com destaque para “o mais único”: o burro anão autóctone da ilha Graciosa. Assim propõe a associação MiratecArts, através de um concurso, lançado no Dia Internacional do Burro, esta terça-feira, 8 de Maio.

Até 1 de Novembro, a associação cultural fundada em 2002, em Vancouver, no Canadá, e desde 2012 com sede nos Açores, está à procura de fotografias para dar “visibilidade a este animal presente em todo o mundo”.

A competição insere-se no projecto ZAPE, nome "com origem onomatopaica e que representa o som que o burro faz com a extremidade da pata quando bate no chão”, que quer “revalorizar e reinventar o mundo rural ligado a este meigo animal”, lê-se, num comunicado enviado ao PET.

Cada concorrente pode participar com até três fotografias em cada uma das categorias a concurso — melhor imagem do burro anão da Graciosa e melhor imagem da população asinina nos Açores — que devem ser enviadas por email para [email protected].

PÚBLICO -
Foto
Nuno Ferreira Santos

Os vencedores terão a oportunidade de apresentar o trabalho em eventos da MiratecArts, numa ilha dos Açores (fora da ilha da sua residência, caso vivam no arquipélago).