Edinho afunda Aves em dança da chuva

Avançado do V. Setúbal marcou quatro golos no triunfo dos sadinos.

Foto
LUSA/OCTAVIO PASSOS

Edinho, com um “póquer”, obliterou nesta quinta-feira um Desp. Aves que depois de controlar toda a primeira parte e de chegar à vantagem a um minuto do intervalo, permitiu a reviravolta do V. Setúbal (1-4), no arranque da 28.ª jornada da Liga.

Com a primeira vitória na condição de visitantes na presente temporada, os sadinos ensaiaram a fuga aos lugares de despromoção, destacando-se do quarteto que formavam com Desp. Aves, Moreirense e P. Ferreira, somando agora 28 pontos.

Depois do dilúvio que atrasou mais de uma hora o início do jogo, a equipa da casa assumiu a iniciativa, acabando por marcar, por Fariña (44’) um golo importante.

Mas Edinho, que com os quatro golos desta quinta-feira superou o recorde pessoal e atingiu os dois dígitos (10 golos) esta época, já tinha avisado que podia fazer estragos.

A dança da chuva coreografada pelo “feiticeiro” do Sado arrastou mesmo os avenses para a lama, depois do erro cometido pelo central Jorge Filipe, que ao escorregar franqueou a entrada a Costinha, cujo remate ainda foi desviado por Facchini e pelo poste, acabando nos pés de Edinho, que não perdoou. Tal como não perdoaria por mais três vezes, a última de penálti, acabando com qualquer esperança do Desp. Aves de poder evitar o pior.