Para entrar em Hogwarts só precisas de um “smartphone”

“Hogwarts Mistery” já está em fase de pré-registo e vai ser lançado na Primavera, para iOS e Android. Jogo tem lugar numa Hogwarts anterior à chegada de Harry Potter e companhia

Desde o lançamento de Pokemón Go que se especula sobre a criação de um Harry Potter Go. O nome mudou, mas o protagonista que dá o nome a uma das sagas mais conhecidas do século XXI manteve-se. Harry Potter: Hogwarts Mistery vai mesmo ser uma realidade — e os pré-registos já abriram. Não se apresentando, contudo, nos mesmos moldes do jogo lançado de 2016 que colocou toda a gente à procura de Pokemóns, a aplicação, baseada no (fantástico) mundo de J. K. Rowling, vai seguir a estilística dos role-playing games. Mas o que significa isto?

Significa que, a partir da Primavera, vais poder criar uma personagem fictícia, com as características que quiseres. E ainda vais passar por todos os rituais conhecidos dos livros e filmes da saga: desde a escolha das casas até à aprendizagem de feitiços, poções e botânica. O número de aventuras parece não ter fim e isto é apenas uma pequena parte do que conseguimos ver no vídeo já divulgado pela Jam City, a produtora do jogo.

Quer isto dizer que vamos poder interagir com todas as personagens que conhecemos? Nim. O jogo vai ter lugar numa Hogwarts anterior à chegada de Harry Potter e companhia, mas isso não deixa de fora personagens como Snape, Dumbledore, McGonagall ou mesmo Hagrid, que já percorriam os corredores da escola mágica muito antes do pequeno feiticeiro o fazer.

Com estreia prevista para o segundo trimestre de 2018, Harry Potter: Hogwarts Mistery (disponível para iOS e Android) nasce de uma parceria da Jam City com a Warner Bros, que entretanto criou a Portkey Games de forma a desenvolver (mais) jogos no âmbito mágico de J. K. Rowling.