A nova série do criador de Downton Abbey chega em 2019

The Gilded Age, sobre guerras entre famílias multimilionárias nova-iorquinas no final do século XIX, estava a ser desenvolvida para a NBC desde 2012. Mas só agora o novo projecto de dez episódios de Julian Fellowes vai de facto avançar.

Julian Fellowes, o criador de <i>Downton Abbey</i> aqui com a esposa,  Emma Joy Kitchener, vai ter uma nova série na NBC em 2019
Foto
Julian Fellowes, o criador de Downton Abbey aqui com a esposa, Emma Joy Kitchener, vai ter uma nova série na NBC em 2019 Reuters/DANNY MOLOSHOK

Já em 2015, quando se comentava que a sexta temporada de Downton Abbey, a inescapável série sobre a vida aristocrática numa propriedade rural britânica no início do século XX, seria a última de sempre, se acrescentava também que Julian Fellowes, o seu criador, estava a preparar The Gilded Age, novo projecto televisivo, desta vez centrado no circuito dos multimilionários nova-iorquinos dos anos 1880. Fellowes andava a desenvolver a série para a NBC desde 2012, mas só agora chegou a confirmação de que finalmente irá para a frente, com estreia prevista para 2019.

The Gilded Age, que terá para começar dez episódios, passa-se em 1882, uma altura de mudança, em que novas fortunas ferroviárias chegaram à cidade e embateram com as famílias antigas de Nova Iorque, como os Astor e os Vanderbilt. Segundo o Deadline, que avançou a notícia, a história centra-se em Marian Brook, jovem de uma família conservadora que tenta infiltrar-se nao clã de George Russell, que fez dinheiro nos caminhos-de-ferro e ainda não foi aceite pela elite nova-iorquina. É, portanto, um cenário onde classe e dinheiro têm uma enorme importância, bem como casas e estilos de vidas opulentos. Ou seja, um tema no qual Fellowes tem experiência.

O argumentista que ganhou um Óscar em 2002 por causa de Gosford Park, de Robert Altman, começou como actor, tem um lugar na Câmara dos Lordes e é barão. E não tem estado propriamente parado desde 2015, ano em que Downton Abbey se finou. Em 2016, por exemplo, escreveu uma adaptação de três episódios de Doctor Thorne, livro de Anthony Trollope, para a ITV, e no ano passado foi um dos autores do guião da adaptação de A Casa Torta, de Agatha Christie, realizada por Gilles Paquet-Brenner.