“Toca-te”, manda esta campanha de alerta para o cancro da mama

Porque "o humor é mais eficaz do que o medo", a agência criativa londrina Nice and Serious lançou uma campanha bem-humorada de sensibilização para o cancro da mama. "Touch yourself" é a ordem

Há uns altivos, outros mais tímidos. Uns saltitam, outros mantêm-se intransigentes. Os seios são todos diferentes — e ainda bem — e, por isso, é importante que cada uma, ou um, conheça bem os seus. Com esse propósito, e nas vésperas do Dia Mundial de Luta Contra o Cancro, que se assinala a 4 de Fevereiro, a agência londrina Nice and Serious lançou uma campanha bem-humorada de alerta para o cancro da mama. "Touch yourself" é a ordem. "Toca-te", numa tradução literal.

 

"As informações que encontrámos online eram bastante clínicas", explica, em declarações ao portal It's Nice That, Jade Evans, uma das criativas envolvidas no projecto. Daí decidiram atirar-se para o desenvolvimento de uma "animação útil e criativa". "Acreditamos firmemente que sensibilizar através do humor é muito mais eficaz do que usar o medo", conclui a editora Serafima Serafimova. 

 


O site Touch Yourself é um verdadeiro guia ilustrado para o auto-exame da mama. Primeiro, há que dar uma "boa olhadela" aos seios, em busca de alguma mudança. Depois, há que apalpar, de lado, no centro e debaixo da axila, procurando caroços ou inchaços. E não se deve descurar o mamilo. Também há instruções para os homens: um em cada mil têm risco de contrair cancro da mama, relembra-se. São ainda disponibilizados links para sites de organismos especializados, mas nada, avisa-se, substitui uma visita ao médico ou profissional de saúde.


 

A campanha, que inclui ainda uma (imperdível) animação em vídeo, foi desenvolvida pela equipa entre trabalhos para clientes. Optaram por apostar numa "paleta de cinco cores", tentando evitar tons de pele "realistas", o que também lhes permitiu "mostrar diversidade". Um objectivo "importante" para os criativos que, pela mesma razão, apresentam na campanha mulheres "de todas as formas, idade e tamanhos", bem como um homem. 

 

É também a resposta a uma série de perguntas das próprias criativas da agência, que gosta de se preocupar com "problemas sérios". "Como é que se deve fazer o auto-exame? Verifica-se os seios ou também outros locais? Numa equipa composta principalmente por mulheres a trabalhar neste projecto, foi surpreendente que nenhuma de nós soubesse a forma certa de o fazer. Queremos mostrar a outros como nós o quão fácil é, com a esperença de encorajar homens e mulheres a fazê-lo mais regularmente!" Não é, no entanto, a primeira vez que uma campanha abraça o mesmo nome.