Para um Natal sustentável e solidário

Foto
Fabio Augusto

Como posso ser um consumidor sustentável na época natalícia?

Pode começar pela árvore de Natal: escolha um pinheiro sintético ou decida construir a sua própria árvore de Natal com materiais recicláveis, tais como, por exemplo, cartão, metal e plástico. As decorações também podem ser tarefa de toda a família e assim reutilizam tecido, papel, vidro ou até cápsulas de café usadas e tampas de garrafas. Além da poupança monetária, o ambiente agradece e contribui para um Natal mais verde. 

Apostando no “faça você mesmo”, toda a família poderá elaborar os seus postais de boas-festas aproveitando desperdícios e reciclando materiais. Já que lançam as mãos à obra, por que não investir em presentes personalizados e caseiros? Faça compotas, biscoitos, bordados, crochets, caixas originais, malas e sacolas…

Ser solidário é fácil!

Faça a sua lista de ofertas adequando-as aos seus destinatários e aproveite as vendas especiais de Natal e seja solidário com quem precisa, podendo inclusivamente fazer donativos no seu IRS para instituições de solidariedade social que precisam do apoio de todos ou fazer voluntariado. Para expressar o nosso afecto apenas necessitamos de oferecer lembranças simbólicas e atenção. 

Gaste menos e ofereça mais estabelecendo o sistema de “amigo secreto” no seio da família ou ofereça um presente para toda a família e que todos possam partilhar (um filme “familiar”, um jogo colectivo para os mais novos) e partilhe vestuário ou brinquedos que a família deixou de lado.

Seja criativo e original! Adopte um animal abandonado ou ofereça um voucher com o seu tempo. Sugerimos aos jovens consumidores a oferta de um pacote de explicações para os mais novos ou o seu apoio à família como baby-sitters. 

Inspire-se e seja criativo.

Esta é uma parceria PÚBLICO/Deco